Quinta-feira, 21 de Dezembro de 2006

My Name Is Bond... Treta de Bond

Este fim-de-semana fiz algo que não faço há bastante tempo, ou aliás, fiz duas coisas que não fazia há muito. A de menor importância para quem possa ler este blog foi o facto que ter conseguido estar de uma forma mais intima com a minha futura companheira de habitação (algo que não acontecia desde que adoptámos o Ramsés…)

 

 

A outra, e esta sim é o motivo deste post, foi a ida ao cinema para ver o Casino Royale.

 

Enquanto estavam a dar os comerciais que antecedem a exibição do filme, fiz questão de dar a conhecer a todas as pessoas presentes que eu estava ali (coisa que aliás é já um antigo hábito e que até à data ainda não me trouxe dissabores… exceptuando aquelas boquinhas do pessoal que diz” Olha, chegou o palhacinho”…). Em seguida, informei os mesmos que, e embora contando já com 23 anos de parvoíce, nunca tinha visto um Bond no cinema… E NÃO PODIA TER ESCOLHIDO PIOR!

 

Na realidade, o Daniel Craig não é um Pierce Brosman, um Roger Moore e nem tão pouco passível de ser comparado com o Sean Connery, mas em boa verdade ele não é o pior… o filme em si é que é mesmo mau….

 

Começa logo com aquele genérico à Bond, que para mim, e sabendo que os mais entusiastas dirão que é “mística do filme”, é uma chachada do cacete…A música que acompanha o mesmo então nem comento (Onde está o genérico de um GoldenEye e aquela voz inconfundível da Tina Turner???).

 

Entrando no filme, a coisa nem começa muito mal… Um perseguição a pé, onde Bond tenta apanhar um gajo do parkour (uma tentativa de aproximar a realidade de Bond a uma realidade urbana….) O grande mal é que o filme gira em torno de uma jogatana de Poker… Para mim até que é bem feito, pois eu passava a vida a gozar as façanhas do Bond, como seria capaz de fazer tudo aquilo, e se tão pouco seria possível fisicamente…

 

Basicamente, acho que este filme se classifica como um filme “COITO IMTERROMPIDO” pois começa com uns bons preliminares, avança para uma fase de conhecimento e quando está aparentemente próximo do clímax, eis que…. PÁRA TUDO!!! E ficamos ali cerca de meia hora a ver o Bond aos beijinhos e abracinhos…Quando volta à acção já desapareceu o entusiasmo e quando finalmente termina fica aquela sensação de “ já vais tarde” ou “ para fazer isso mais valia teres ficado quietinho…)

 

Mais valia ter ido ver o Happy Feet..

Tou mesmo: Com um pinguito na penca...
Tou a ouvir o sonoro: Danny Tenaglia Pres Kult Of Krameria - Voodoo Doll

Quinta-feira, 7 de Dezembro de 2006

Confiança e Determinação

Mais uma foto tirada pela minha máquina oportuna (e bastante escavacada) no centro do Cartaxo. Com o vento e a chuvada que estava, as palavras de Jerónimo não podiam dizer mais sobre o simpático senhor que segue na trotinete.

 

Tou mesmo: Tipo com frio

Cursos de Formação

            No seguimento da política "de choque" tecnológico, eis que o governo anuncia que a criação de novos cursos nas faculdades portuguesas. Estes serão leccionados a pensar nas características mais frequentes entre os cidadãos portugueses. Como tal, eis as novas áreas de formação:

 

            Curso de Deprimidos Profissionais: A pensar em todos aqueles que logo pela manhã começam a pensar qual será a forma menos dolorosa de suicídio. Este apresenta 4 anos de duração, decorrendo o estágio, no último ano, em várias empresas com falência anunciada.

 

 

             Curso de Grevista: Este será obviamente o que terá maior aceitação, visto  as greves estarem cada vez mais na moda e já ninguém conseguir viver sem elas... Este terá a duração de 10 anos, sendo os primeiros  8 anos greve e o último estágio na Soflusa, Metro, CTT, entre outras grandes referências nacionais do panorama grevista.

 

 

             Curso de Treinadores de Bancada: Visa tirar partido do treinador secreto que emana de todos os portugueses, especialmente aqueles que utilizam a coçadela do tomate como forma de dar ênfase à sua argumentação desportiva. Este é composto por aulas práticas de penteio de bigode à Scolari (existindo a possibilidade de optar por um tipo mais Artur Jorge), técnicas de descasque  de “Tramossos e Minuís”, entre outras. Terá duração vitalícia, sendo o estágio uma acção contínua a  decorrer em  várias tascas e roulotes desse belo Portugal.

          

             Curso de Subsidío-Dependência: Este foi especialmente idealizado a pensar em todos os desgraçadinhos e coitadinhos de Portugal. A duração é relativa, embora os períodos de Julho a Agosto e Novembro a Dezembro apresentem argumentos tais como os fogos e as chuvadas como principal veículo de ensino. Ensinará como chorar ao Estado um subsídio, transformando um copo de água num tsunami, um pau de incenso numa queimada, não esquecendo obviamente, como ser emigrante ilegal e ainda ficar indignado por não ter uma habitação social e cuidados de saúde. Possibilidade de cadeira extra-curricular onde será leccionado a arte da requisição de um subsídio indemnizatório por estar a receber um outro subsidio….

          

           Esteve para ser criado um curso de corrupção e tráfego de influências mas o governo detesta concorrência… é pena pois já existiam cábulas a circular para os exames que se avizinhavam...

 

Tou mesmo: Assim Assim

.TIREM-ME PARA OUTRO LUGAR....

.pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Porcaria Fresca

. Que tristeza!

. ...

. Civilização Holandesa

. Umas Rapidinhas

. Gordas Zero Light

. Bebé Lindo

. My Name Is Bond... Treta ...

. Confiança e Determinação

. Cursos de Formação

. Porque Perdeu o Celtic?

.Armazém da Naftalina

. Abril 2009

. Setembro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

SAPO Blogs

.subscrever feeds